cinema

A evolução do figurino da Mulher Maravilha e a estréia do seu 1° filme

11:42:00

Evolução Figurino Mulher Maravilha - Wonder Woman
Imagem: halloweencostumes.com

Em 1° de junho, chega aos cinemas o primeiro longa metragem estrelado pela heroína mais famosa dos quadrinhos: a Mulher Maravilha. Personagem feminina de maior projeção entre os super heróis, a guerreira amazona da DC Comics andava bastante sumida até ressurgir em Batman vs Superman, lançado no ano passado. E, agora, Diana Prince ganha um filme inteiro só para ela.

Mesmo quem não é aficionado em histórias em quadrinhos não pode negar a importância da Wonder Woman como representante feminina no universo dos heróis que, assim como o mundo real, também é dominado por personagens masculinos.

Eu sempre me interessei pela história das amazonas, nome dado às integrantes de uma antiga nação de mulheres guerreiras da mitologia grega que lutavam em pé de igualdade com os homens.

Famosas por viverem numa grande comunidade formada apenas por mulheres, as amazonas rejeitavam o casamento e só permitiam a aproximação masculina uma vez ao ano unicamente para procriar.

Figurino Mulher Maravilha - Gal Gadot - Amazonas gregas
Diana Prince ao lado se sua mãe, a rainha Hipólita e suas tias Antíope e Menalippe na ilha paradisíaca de Temiscyra.
Imagem: adorocinema.com

Radicalismos à parte, o que sempre admirei na história das antigas amazonas é a autovalorização do poder feminino que aquelas mulheres praticavam. É linda a ideia de uma sociedade comandada por mulheres vivendo em irmandade. ❤

E, atualmente, quando nós mulheres temos lutado cada vez mais por empoderamento, é bastante válido relembrarmos estes primeiros ícones do feminismo através do retorno às origens que o novo filme promove para a personagem Mulher Maravilha.

Aí, você pode estar pensando: "Que diferença uma personagem fictícia de histórias em quadrinhos pode fazer na luta das mulheres por igualdade?" Faz diferença, sim. E muita. Representatividade importa muito.

É de extrema importância que as meninas cresçam tendo uma figura feminina forte e independente como modelo em quem se espelhar. Mesmo que essa personagem seja fictícia. Os meninos crescem tendo 38475 heróis masculinos para escolher e admirar. Por que as meninas não podem ter uma?

A própria Organização das Nações Unidas (ONU), reconheceu a importância da Mulher Maravilha como ícone feminista e, no ano passado, quando a personagem completou 75 anos, a organização a nomeou como Embaixadora Honorária para Mulheres e Meninas com o objetivo de promover seu 5° Objetivo de Desenvolvimento Sustentável, que é alcançar a igualdade de gênero até 2030.

Este é um título concedido pela ONU especificamente a personagens de ficção para dar visibilidade a certas causas através de campanhas publicitárias. E dia 21 de outubro, data da nomeação, foi escolhido como o Dia Mundial da Mulher Maravilha. Legal, né?!


História e diversos figurinos da personagem

A história da Wonder Woman se tornou um tanto confusa após ter passado por diversas alterações desde sua criação em dezembro de 1941 pelo psicólogo William Moulton Marston, inventor do polígrafo. Porém, sua origem grega permanece um consenso.

Diana Prince é uma semi-deusa, filha de Hipólita, a rainha das amazonas da Ilha de Themiscyra e foi enviada ao "mundo dos homens" para propagar a paz e defender a verdade na luta entre os mortais e os deuses.

Ao  longo dos seus 75 anos de vida, como consequência dos muitos contextos diferentes em que apareceu, a heroína teve vários uniformes distintos. Não fazia ideia que eram tantos, rs. Veja na imagem abaixo:

The Evolution of Wonder Woman
Image Created by HalloweenCostumes.com


Mas, apesar dos diferentes trajes usados pela personagem ao longo do tempo, quando penso na Mulher Maravilha, a primeira imagem que me vem à cabeça é a da atriz Lynda Carter atuando na famosa série dos anos 70. Para mim, e acredito que para muita gente, esta é a imagem mais clássica da heroína. 

Figurino Mulher Maravilha - Lynda Carter
Lynda Carter caracterizada como Mulher Maravilha nos anos 70.

Acho linda e super feminina esta versão do figurino da heroína. O short cavado de cós alto e a cintura bem marcada fazem uma clara referência ao visual pin up. E é quase impossível não associar as cores vermelho e azul, mais as estrelas brancas à bandeira dos Estados Unidos.

Isso gerou uma certa confusão em relação à história da personagem. Durante muito tempo, sua origem grega foi esquecida e acreditou-se que a Mulher Maravilha fosse americana. Para vocês verem o poder que o figurino tem... 

Figurino Mulher Maravilha - Lynda Carter - Gal Gadot
Comparação entre o figurino mais famoso da personagem eternizado por Lynda Carter
e a versão 2.0 defendida por Gal Gadot.
Imagens: revistaxenite.com.br / pipocamoderna.com.br

E o novíssimo figurino da Wonder Woman é O PODER! A heroína chega chegando nas batalhas com seu uniforme hi-tech que é uma verdadeira armadura. As estrelas foram abandonadas e as cores vermelho e azul mantidas, porém, em tons mais escuros. Tão escuros que, às vezes, o uniforme parece ser monocromático, como aconteceu na maioria das cenas do filme Batman vs Superman.

Figurino Mulher Maravilha - Gal Gadot
Gal Gadot em cena de Batman vs Superman. Visual sombrio do filme fazia o figurino da heroína parecer monocromático.
Imagem: filmforlife.org

Eu gosto bastante deste novo figurino. Claro que a roupa ainda é bem curta e deixa muito do corpo da atriz à mostra. Personagens masculinos e grandões como Batman e Superman aparecem totalmente cobertos e protegidos, mas a heroína mulher tem que salvar o mundo usando trajes minúsculos e que não a protegem quase nada. Enfim, essa parece uma "tradição" ainda longe do fim.

Figurino Mulher Maravilha - Gal Gadot
Gal Gadot em cena do novo filme.
Imagem: hypenews.net
Mas, pelo menos, o novo uniforme é mais moderno e funcional. Tá, protege um pouco mais que os anteriores também e deixa a Mulher Maravilha com uma imagem mais forte e poderosa. Além disso, a nova roupa também faz um resgate das origens da personagem por ser uma armadura, assim como as vestes usadas pelas antigas guerreiras gregas durante as batalhas.

Eu gosto bastante desta nova fase da personagem interpretada por Gal Gadot. Sua participação em Batman vs Superman foi bem interessante e seu primeiro filme solo tem tudo para ser muito bom.

No longa que chega aos cinemas em junho, Diana Prince ainda vive na paradisíaca Ilha de Temiscyra quando conhece o piloto Steve Trevor (interpretado por Chris Pine), após ele sofrer um acidente e cair numa das praias do local.

Assim, a princesa guerreira fica sabendo que o mundo dos homens se encontra numa guerra sem precedentes e decide deixar o seu lar certa de que pode encerrar o conflito. Em meio à jornada, Diana descobre sua verdadeira missão na Terra.

Eu estou ansiosa para ver o filme! E vocês?
Enquanto junho não chega, a gente vai vendo o trailer. 


Fontes:
pt.wikipedia.org / adorocinema.com / halloweencostumes.com

COMPARTILHE


Você também vai gostar

0 comentários

Me acompanhe no Google +

Ou siga pelo Blogger