Ainda vale a pena ter um blog em 2022?

 


Antes de mais nada, Feliz Ano Novo!! Que 2022 seja um ano incrível para todos nós!

Hoje eu estou aqui, no primeiro dia do ano, exatamente para refletir um pouco sobre o passado e falar sobre futuro... O futuro dos blogs, e também deste blog especificamente. 

Todo ano surgem questionamentos e profecias sobre o futuro dos blogs, não é mesmo?! Qual blogueiro nunca ouviu alguma dessas frases: 

"Com as redes sociais, os blogs vão acabar!" "Ninguém mais lê blog."  "Isso é perda de tempo."

Aliás, o próprio termo blogueiro parece ter deixado de designar os donos de blogs para  passar a pertencer aos donos de perfil no Instagram. Hoje em dia soa até estranho me intitular blogueira, apesar de realmente ser. Afinal, eu tenho blog há quase 6 anos. Parece que blogueira mesmo é a influencer com milhares de seguidores. 

Sim, nestes tempos modernos em que a falta de tempo e de atenção nos faz querer consumir conteúdos cada vez menores e superficiais, as pessoas mal lêem as legendas das fotos no Instagram, preferem o imediatismo e praticidade dos stories.

Esse parece ser um caminho sem volta. Estamos com cada vez menos tempo, cada vez mais dispersos, mais desatentos. E eu também me incluo nisso, me sinto mais dispersa do que nunca e constantemente à beira de um burnout pela pressão de dar conta de tudo. 

Trabalhar fora, empreender, produzir conteúdo para diversas plataformas, comer saudável, praticar atividade física, criar novos produtos, investir bem meu dinheiro, aproveitar a vida... Ufa!

Toda essa sobrecarga refletiu aqui no blog, claro. Não digo que produzi menos, pois consegui manter a mesma frequência de postagem de sempre. Mas eu senti uma dificuldade bem maior para parir cada post. 

A inspiração demorava a vir, eu levava bem mais tempo para finalizar cada texto, por mais simples que fosse. Abria várias abas no navegador e ficava divagando de site em site, procrastinando para terminar...

Eu não sei onde tudo isso vai parar. Porém, uma coisa é certa: os blogs continuam tendo o seu espaço e seguem firmes e fortes.

Pelo menos por aqui, o ano de 2021 foi o melhor no quesito ganhos $$$. Foi o ano em que o blog deu mais retorno financeiro. E quais foram estes ganhos? De onde vieram? Qual o segredo?


Como ganhar dinheiro com blog?  

Imagem: br.freepik.com

Os meus ganhos vieram dos diversos programas de afiliados com os quais eu trabalho, de parcerias com empresas para venda de espaço publicitário e de divulgação da minha loja virtual própria.

Não tem segredo nenhum. É só trabalho mesmo. Muito trabalho! Muitas horas com a bunda sentada na cadeira escrevendo, configurando, pesquisando... 

É a cabeça a mil o tempo todo tendo novas ideias de conteúdo, pensando em novas formas de ganhar dinheiro, pensando em como melhorar este ou aquele ponto do blog ou repaginar aquele post antigo que não ficou tão bom...

É chegar do trabalho à noite e sentar no computador para escrever ou mexer em códigos html e css, mesmo já tendo passado o dia inteiro olhando para outras telas.

Ou seja, para você tornar um blog rentável, você precisa correr atrás disso, como tudo na vida. É preciso buscar formas de monetizá-lo. E, se uma não deu certo, buscar outras. Ou se não deu certo de primeira, mudar o que você tem feito de errado.

Eu sou teimosa e não desisto fácil das coisas, rs. Vou testando, mudando, aprimorando... Até dar certo.

E de onde vem toda essa minha motivação?


Por que eu tenho um blog?

Por que, desde 2016, eu insisto em manter um blog ativo na internet? Porque eu gosto. Simples assim. Porque eu só escrevo sobre o que eu quero, sobre o que eu gosto. Sobre coisas que eu sempre fiz e sei que sempre vou fazer, como crochê, costura, customização, bordado, reaproveitamento de materiais... 

Imagem: br.freepik.com

Eu gosto de ganhar dinheiro com o blog? Sim, lógico. Mas esta não é a razão principal de eu estar aqui. A minha motivação vem do fato de eu poder ganhar dinheiro sendo eu mesma aqui, fazendo tudo do meu jeito. Além disso, eu também sempre gostei de escrever. Só que, agora, além de escrever nas minhas agendas e diários, eu também escrevo na internet.

Então, eu não aconselho ninguém a começar um blog pensando somente em ganhar dinheiro. Se você fizer isso, irá desistir antes de receber qualquer centavo, porque o retorno demora... Quantos blogs eu vi nascer e morrer desde que criei o meu há 5 anos? Já perdi a conta...

Agora, se você tem algum assunto pelo qual é apaixonado a ponto de passar anos escrevendo sobre ele sem se cansar, estando disposto a estudar para aprender cada vez mais, então, ter blog é para você!


E quais as vantagens de ter um blog?

Além de gostar de blogar e ser apaixonada pelos assuntos sobre os quais escrevo, eu continuo aqui porque ter um blog me ajuda de diversas formas:

  • Ter um blog me ajuda a organizar as ideias na mente. Para criar um texto claro e conciso, é preciso organizar bem os pensamentos.
  • Ter um blog ativo faz com que eu me torne autoridade nos assuntos que abordo.
  • Ter um blog me permite divulgar o meu trabalho pro mundo inteiro.
  • Ter um blog me permite ganhar dinheiro de diferentes formas.
  • Ter um blog é ter o meu próprio espaço online, sem depender de redes sociais que vêm e vão.
  • Ter um blog me permite gerar vendas pra minha loja virtual.
  • Ter um blog me permite me expressar.
  • Ter um blog e ganhar dinheiro com ele me dá uma sensação de liberdade e independência, pois é um dinheiro que eu ganho totalmente por conta própria. Sem depender de emprego ou qualquer outra pessoa além de mim mesma.


Vale a pena ter blog em 2022?

Por todas as razões que eu expus até aqui, eu digo que sim, ainda vale a pena ter um blog em 2022. Eu não pretendo parar de blogar nem tão cedo. Muito pelo contrário, estou cheia de ideias para colocar em prática aqui este ano.

Se você leu o texto até aqui, refletiu sobre o ônus e as vantagens envolvidas em manter um blog online e acha que este universo é para você, então venha ajudar a manter a blogosfera ativa.

Enquanto houverem pessoas motivadas e apaixonadas aqui do outro lado da tela, os blogs não vão morrer. Isso porque um blog vive da energia de quem o escreve.


Postar um comentário

0 Comentários