domingo, 15 de abril de 2018

,
Status rastreio objeto roubado Correios

Ter o seu próprio negócio não é nada fácil. O microempreendedor precisa se desdobrar em mil para dar conta de tudo. Quando o segmento escolhido é de produtos artesanais então, tem muito mais trabalho envolvido. Desde ter a inspiração para criar novos produtos, passando por todo o processo de desenvolvimento de faz e refaz para ver se vai dar certo mesmo, o tempo que leva para ficar pronto, depois vem a divulgação, o atendimento e, finalmente (se der tudo certo) a venda. Ufa!

Mas, se assim como eu, você vende seus produtos online e entrega pelos Correios, a preocupação não acaba após a venda finalmente concretizada. Além do trabalho normal de pós-venda, você ainda precisa se preocupar se o seu produto vai realmente conseguir chegar até o cliente ou se não será roubado durante a entrega nos Correios.

Pois é, este é o pesadelo de todo dono de loja virtual. O roubo de cargas só faz aumentar em todo o país e os Correios são uma presa fácil dos bandidos. No ano passado, eu tive um produto roubado pela primeira vez (graças a Deus a única até agora) e resolvi fazer este post para contar como eu consegui receber o reembolso dos Correios.

Não, não é lenda. Apesar de todos os problemas dos Correios, que todos nós brasileiros conhecemos muito bem, eles realmente reembolsam o cliente que teve  sua encomenda roubada. E aqui eu vou contar como foi esse processo no meu caso. Faço isso para, quem sabe, eu consiga ajudar pessoas que estejam passando pela mesma situação.

Status do rastreio: objeto roubado

Na minha loja virtual, eu vendo para clientes de todo o Brasil, mas quando tive um produto roubado, isso aconteceu justamente numa entrega aqui pro Rio mesmo. E o primeiro indicativo de que havia algo errado com essa entrega foi o tempo que a encomenda estava demorando para chegar até à cliente.

Normalmente, o sedex dentro da região metropolitana do Rio costuma chegar no dia seguinte ao da postagem, mas este estava demorando mais de 1 semana. Eu fui acompanhando e achando muito estranho, até que o rastreio mudou para aquele status que ninguém deseja ver: Objeto roubado.

Status Objeto roubado encomenda Correios
Aquele status que ninguém deseja ver ao rastrear uma encomenda.


1°Passo: Reenviar o produto ou reembolsar o cliente


Quando o status da sua entrega acusa que o objeto foi roubado e se trata de uma venda e não uma encomenda comum, o primeiro passo antes de correr atrás do prejuízo é ter um pouco mais de prejuízo...

Sim, porque o seu cliente não tem nada a ver com o roubo do produto durante a entrega. Ok, você também não. Mas o cliente fez uma compra na sua loja, efetuou o pagamento, bancou o frete e merece ter um retorno rápido numa situação como essa.

No meu caso, a cliente também estava acompanhando o rastreio e logo entrou em contato comigo para saber qual seria o procedimento. Como eu não tenho uma loja online independente, eu vendo dentro do Elo7, eu acionei a equipe do site através do chat para entender quais eram os próximos passos e mantive a cliente informada de tudo.

Ela optou por receber um novo produto ao invés do reembolso do valor. Então, eu solicitei à equipe do Elo7 que disponibilizasse uma nova PLP (Pré Lista de Postagem) para que eu reenviasse o pedido à cliente. Desta vez, quem pagou o frete fui eu, claro.

O reenvio foi um problema relativamente fácil de resolver. O produto era um item que não dá muito trabalho para confeccionar e o suporte do Elo7, após alguns dias de demora nas respostas, deu conta da parte que lhe cabia.

Então, cerca de 15 dias depois do rastreio dos Correios acusar o roubo do primeiro envio, a cliente já estava finalmente com o seu produto em mãos. E deixou esta avaliação linda lá na loja: ❤

Avaliação positiva cliente loja virtual Elo7
Avaliação deixada pela cliente após o produto reenviado.




2° Passo: Abrir uma reclamação no site dos Correios


Com o produto reenviado e a cliente satisfeita, era hora de correr atrás do reembolso. Os Correios possuem um canal online para o registro de reclamações, que é o Fale com os Correios.

Lá você preenche um formulário com todas as informações do objeto roubado. Isso inclui os seus dados pessoais e o do destinatário, como nome completo, CPF e endereço, além do código de rastreio da encomenda. Mas você só consegue abrir a reclamação após esgotado o prazo máximo previsto para a entrega, ainda que o status do próprio site acuse que o objeto foi roubado (!). Esse prazo costuma girar em torno de 15 dias.

Estranhamente, eu não consegui registrar a reclamação acessando o site pelo computador de jeito nenhum. Dava erro direto. Só funcionou pelo celular.



3° Passo: Acompanhar a evolução do processo através do protocolo


Logo após o registro, você recebe um e-mail com o protocolo da sua reclamação para acompanhar a evolução do processo pelo site.

Mas, já no dia seguinte, eu recebi um novo e-mail com a resposta pra minha reclamação. Os Correios confirmaram o status de roubo do objeto e informaram que procurariam a encomenda por 30 dias e, se a mesma não fosse recuperada, eu teria direito a uma indenização.

E-mail dos Correios com a resposta à reclamação.


Neste mesmo e-mail de resposta, eles te enviam um link para que, dentro de 2 dias, você preencha os seus dados bancários para o possível recebimento do valor. No meu caso, como eu fiz o envio através do Elo7, o reembolso seria feito via crédito em fatura e não diretamente na minha conta. Ou seja, o valor seria creditado ao Elo7 e o mesmo repassaria para mim.



4° Passo: Receber o reembolso


Como já esperado, passados 30 dias, a minha encomenda não foi recuperada. Consultei o protocolo da reclamação no site e constava como em aberto. Resolvi, então, entrar em contato com os Correios via telefone através deste número: 3003 0100 (para capitais e regiões metropolitanas).

Depois de alguns longos minutos de musiquinha (rs), uma pessoa me atendeu, consultou o meu processo e informou que a minha indenização havia sido autorizada e já repassada ao Elo7 e que eu deveria entrar em contato com eles para receber. Foi o que eu fiz e, 6 dias depois, o dinheiro estava na minha conta.

Eu abri a reclamação no site dos Correios bem desacreditada de que eu conseguiria realmente o reembolso. Mas, para minha surpresa, o valor que recebi como indenização foi mais de 3X maior do que o do objeto roubado! Eu realmente não esperava!

A gente sempre fala tão mal do serviço prestado pelos Correios. E com razão, afinal, os atrasos são muitos, o atendimento deixa a desejar em várias agências e CDDs... Mas também é preciso reconhecer quando eles agem corretamente. E, em relação a esse problema de roubo que tive, eu não tenho do que reclamar. O desfecho foi muito acima do que eu esperava.


Reembolso de envios com PLP X Encomendas comuns

Agora, não posso deixar de mencionar que ter enviado o produto com a etiqueta de postagem gerada através do site do Elo7, com certeza facilitou o processo de reembolso. Isso porque a PLP fornecida pelo site contém informações que possibilitam acessar todos os dados do produto, inclusive o seu preço de venda.

Logo ao postar o pedido, apenas com a leitura do código de barras da etiqueta, os Correios já emitem a notinha de envio contendo o preço do produto sem que precisemos falar nada. Com isso, durante o processo de reembolso, eu não precisei fornecer nenhuma outra informação para eles além do rastreio do objeto.

Não precisei provar qual era o valor do produto roubado, pois eles já tinham acesso a esta informação. Por isso, eu sempre envio todos os meus pedidos usando PLP, seja através do Elo7 ou Mercado Livre. É uma segurança para nós vendedores.

Também preciso esclarecer que não posso afirmar se para obter o reembolso de encomendas comuns, enviadas sem PLP, sejam vendas ou não, o ressarcimento é garantido. Este post é um testemunho da experiência que eu tive nas condições que explico aqui.


Cronograma: em quanto tempo obtive o reembolso

Segue abaixo o cronograma do meu reembolso, desde a postagem do produto até o recebimento da indenização pelo roubo:


21/11/2017 - Objeto postado 
29/11/2017 - Status da entrega: objeto roubado 
13/12/2017 - Registro da Reclamação no site dos Correios 
14/12/2017 - Resposta dos Correios 
16/01/2018 - Indenização já repassada ao Elo7 
22/01/2018 - Valor transferido pra minha conta


Menos de 2 meses após o roubo do produto, minha reclamação foi atendida e eu recebi a indenização pelo ocorrido. Graças a Deus, eu não tive mais nenhum produto roubado durante a entrega e espero que isso nunca mais aconteça.

Mas fica aqui o registro de que os Correios fazem sim o reembolso de encomendas roubadas e de que vale a pena sim correr atrás dos nossos direitos.

domingo, 8 de abril de 2018

,
Blusa Manga Morcego de Crochê.
Fonte: www.ganchillo.net

Hoje eu vim mostrar uma peça que é bastante diferente das que eu costumo fazer com mais frequência. Trata-se desta Blusa Manga Morcego de Crochê. O nome desta manga é morcego devido ao fato dela ser bem larga e não ter cava, formando uma peça só com o corpo da blusa.

Eu encontrei esta imagem no Pinterest no ano passado, quando estava pesquisando modelos a pedido de uma cliente que queria encomendar uma blusa de crochê e me pediu sugestões de peças.

Quando eu bati o olho nesta blusa, achei a cara dela!! E não deu outra, foi esta a peça que a Bianca, a cliente, acabou encomendando.

Eu achei a blusa linda de cara, mas sabia que ela seria um desafio para mim, pois nunca tinha feito uma peça tão ampla antes. Por isso, fui atrás do gráfico dela e de blusas do mesmo estilo para ter um ponto de partida. Também analisei estas imagens que encontrei dos pontos da blusa e de reproduções feitas por outras artesãs.

Fonte: www.ganchillo.net
Todo o material que encontrei na internet serviu como inspiração e ponto de partida, mas eu fiz a minha própria versão da blusa. Optei por fazer o ponto do corpo mais fechado e mudei as flores do decote, pois achei as do modelo original muito vazadas.

Agora, como esta é uma blusa bem ampla (ela mede 116 cm da ponta de uma manga à outra), ela também acaba sendo bastante trabalhosa e demorada de fazer.

Crochetando linha bege
Blusa Manga Morcego em processo.

Além do tempo que ela leva para ficar pronta e do trabalho envolvido na sua confecção, esta blusa também tem um gasto alto de linha. 3 novelos e meio é o que costumo gastar para fazê-la. Mas, olha, vale a pena tudo isso, pois a peça fica linda! 😍

Este foi o resultado final da minha primeira Blusa Manga Morcego:

Blusa Manga Morcego Crochê Vestimentarte
Primeira Blusa Manga Morcego que fiz.


Eu fiz esta peça em maio do ano passado. Gostei bastante do resultado. E a cliente também. Infelizmente, não tenho fotos dela usando a peça, mas a blusa veste super bem, principalmente mulheres altas.

E o ideal é sempre usá-la com alguma regatinha por baixo, seja numa cor próxima à da blusa, como no caso da modelo da foto lá de cima, ou mesmo em cor contrastante. Esta bege que fiz ficaria ótima com uma blusinha vermelha ou vinho por baixo, por exemplo.

Assim que eu terminei esta primeira blusa e tirei fotos, eu a cadastrei na loja para compras sob encomenda. E, este ano, eu a fiz novamente, desta vez, para uma cliente que eu não conheci pessoalmente, a Maria, de São Paulo. A cor também mudou, ela pediu que eu fizesse cinza.

Blusa Manga Morcego Crochê Vestimentarte
Segunda peça que fiz neste modelo.
Eu também gostei bastante dela nesta cor. Achei linda! E a cliente também ficou satisfeita! Tanto que deixou esta avaliação super positiva lá na loja:

Avaliação positiva cliente loja elo7
A artesã aqui fica feliz da vida com avaliações assim. 😍

E, se você gosta de vestir uma peça estilosa e totalmente feita à mão, esta Blusa Manga Morcego de Crochê é uma ótima opção para você! Você pode encomendar a sua através do link abaixo:


Envio para todo o Brasil.

quinta-feira, 29 de março de 2018

,
Rio artes manuais 2018 artesanato rio de janeiro

Neste mês de março, teve um evento super importante aqui no Rio, a 12° Rio Artes Manuais, que aconteceu dos dias 21 a 25 no Centro de Convenções Sulamérica, que fica no centro da cidade. Desde que eu assumi o crochê como atividade principal na minha vida, eu tinha muita vontade de conhecer este evento que é totalmente dedicado ao artesanato e acontece aqui no estado.

Logo que foram divulgadas as datas, eu fiquei atenta e me organizei para comprar o ingresso e também criar ter tempo para ir. E, quando vi que lá eu poderia me cadastrar para tirar a carteira do artesão então, fiquei mais animada ainda! 😃

Eu comprei o ingresso na loja Caçula aqui de Caxias por R$18, o valor da inteira. Achei o preço OK, acessível. Para tirar a carteira do artesão era preciso fazer um pré-cadastro no site do Programa de Artesanato do RJ. Eu consegui vaga para a sexta-feira, dia 23. Então, fui à Rio Artes neste dia. E estou fazendo este post para contar um pouquinho do que eu achei do evento.


Programa do Artesanato Brasileiro


Rio artes manuais 2018 artesanato rio de janeiro
Momentos antes do início da palestra sobre o Programa do Artesanato Brasileiro.

Para mim, a melhor parte do evento foi a palestra ministrada pela equipe do Programa de Artesanato do RJ. Eu gostei muito porque foi esclarecedora sobre o trabalho que vem sendo feito nesta área aqui no Estado e também porque fiquei sabendo dos benefícios a que o artesão passa a ter direito com a carteira. Quando eu receber a minha, com certeza farei um post todinho sobre isso aqui no blog. 😉

Estavam sendo cadastrados 350 artesãos por dia de evento e, como eu peguei a senha 203, tive que aguardar um bom tempo até ser atendida. Então, entrei logo na feira para conferir o que estava sendo exposto.

Eu achei a feira pequena, com poucos expositores. Claro que as principais empresas do setor estavam lá: Círculo, Coats Corrente, Acrilex, Kit, Fitas Progresso, entre outros. Mas, eu fiquei um pouco desapontada com o que vi nos stands... Falo especificamente em relação às empresas do setor de crochê e tricô.


O que faltou no evento:


Faltou informação de Moda


Eu imaginava que este evento fosse uma oportunidade pras empresas mostrarem as suas novidades ao vivo pros consumidores. Achei que eu veria de perto os últimos lançamentos de fios e cores de cada uma, que teriam várias peças incríveis expostas, com a indicação das linhas utilizadas na confecção e dentro das tendências da próxima estação. Mas não tinha nada de informação de Moda!

Rio artes manuais 2018 artesanato rio de janeiro
Stand da Círculo.

A programação de todo o dia dos stands eram apenas oficinas destinadas à confecção de peças básicas! Nada que as empresas já não postem diariamente em seus canais no Youtube. E nada que a imensa maioria das artesãs que foram à feira já não soubessem fazer.

Eu acho que esta era uma excelente oportunidade pras empresas oferecerem informação de Moda às artesãs que, em sua maioria, trabalham a vida inteira sem ter esse tipo de direcionamento. Não digo que era para dar um curso de Moda, mas apenas citar quais são os modelos que estarão em alta, as cores, as tendências que vão nortear a próxima estação e como isso afeta o trabalho, as vendas e a renda delas...

E eu sei que as empresas têm estas informações. Então, porque não passar um pouco disso pras artesãs, que são as grandes consumidoras dos seus produtos e poderiam inclusive vender mais e, consequentemente, comprar ainda mais ao trabalharem de forma mais direcionada?

Eu, como estilista, sei onde encontrar estas informações. Mas a imensa maioria das artesãs não. E a Rio Artes Manuais seria uma ótima oportunidade de levar isso até elas.


Faltou foco em capacitação


De um modo geral, acho que faltou focar em capacitação. O país está em crise, o Estado do Rio mais ainda e o artesanato tem sido uma alternativa de renda para muita gente. Para mim inclusive. Então, eu acho que um evento como esse podia oferecer palestras e workshops voltados à questões como venda, precificação, empreendedorismo, economia criativa...

Pode ser que tenha tido tudo isso nas edições anteriores. Mas, eu só posso falar da edição deste ano. E, nesta, não tinha nada. Eu senti falta da presença do Sebrae, por exemplo, que dá todo um suporte aos micro e pequenos empresários. Senti falta do Elo7 também, que é o maior e-commerce de artesanato do país.

Ou seja, a gente está num momento de crise econômica e um evento como este, voltado ao setor de artesanato, que tem algumas dificuldades crônicas a superar para crescer, se limita a ser apenas um momento de recreação pros artesãos. Sim, recreação, porque foi isso que eu vi acontecer ali.


Faltou seriedade por parte do público


E, se eu fiquei decepcionada com o que foi apresentado pelos expositores, a impressão que o público me passou também não foi das melhores. O que eu vi foi um exército de senhorinhas desesperadas, pulando de uma fila para outra, às vezes passando mais de 1h em cada fila, tentando conseguir vaga no maior número de oficinas possível apenas para ganhar modestos brindes. Eu fiquei chocada! Dava até uma certa vergonha alheia.

Rio artes manuais 2018 artesanato rio de janeiro
Stand da Coats Corrente.

Então, aquelas senhoras vão para um evento de artesanato para passarem o dia se estapeando em imensas filas apenas para ganharem 1 ou 2 novelos de linha e uma bolsinha de tnt? Pelamor!

Ou eu sou a diferentona ou o foco dos expositores e do público está muito equivocado. Repito, o país não está no seu melhor momento econômico. E nem todo mundo consome artesanato, certo? Então, um evento como este devia ser encarado com uma maior seriedade por parte dos expositores e do público. Era para ser um momento de informação e capacitação.


Pontos positivos:

Agora, gente, eu fiz estas críticas não com a intenção de detonar o evento, muito pelo contrário, é porque eu quero que ele melhore. A Rio Artes Manuais é muito importante pro setor e pro nosso estado. Geralmente, os melhores eventos profissionais se concentram todos em São Paulo, mas este acontece aqui e precisa continuar vivo!

Rio artes manuais 2018 artesanato rio de janeiro
Stand da Prefeitura do Rio.


Visibilidade ao setor

Graças à esta excelente iniciativa da Caçula, grande organizadora do evento, nós temos uma feira de artesanato aqui no Rio que dá visibilidade ao setor e aos artesãos. Ela mostra que a gente existe e que somos muitos.


Excelente organização

Quero aproveitar para não só criticar, mas falar bem também. A organização do evento estava excelente. Todos estavam atendendo super bem, super simpáticos. Toda informação e orientação que precisei eu tive sem stress.

Tinham opções diferentes de refeição no local. Tudo estava bem sinalizado. Tinha a Praça do Artesão, que era um ponto de venda de diferentes produtos artesanais.

Ou seja, a intenção e a organização já são boas. O que falta é mais engajamento na esfera econômica e mais conteúdo que agregue ao fazer do artesão. Mas, com certeza foi uma experiência positiva. Eu gostei muito de ter conhecido a Rio Artes Manuais!

domingo, 18 de março de 2018

,


No mês passado, eu recebi estes mimos da Coats Corrente. É tão bom receber presente né, gente?! E, quando esse presente é uma sacola linda e cheinha de fios e linhas para crochê ma-ra-vi-lho-sos, é melhor ainda!! 😍 De deixar qualquer designer / artesã doida!

Eu apenas AMEI os produtinhos que a Coats me mandou! Alguns eu já conheço e uso sempre. Outros, eu confesso que vou utilizar pela primeira vez agora. E fiz este post para falar um pouquinho sobre cada um deles.



Camila Fashion

Fios Linhas Crochê Tricô Coats Corrente Camila Fashion

Esta é, sem dúvida, a minha linha preferida da marca. Com espessura média (aquela nem fina nem grossa demais), a Camila Fashion é o fio da Coats que eu mais uso nos meus trabalhos. Inclusive, o famoso Cropped Sereia foi feito com ele, na cor 1092.

De presente, além desta mesma cor que usei no cropped, eu ganhei também 2 novelos de Camila Fashion na cor azul clarinho e 2 neste tom de rosa pink lindo! E estou com váaarias ideias na cabeça de peças para confeccionar com eles! 😍



Esterlina

Fios Linhas Crochê Tricô Coats Corrente Esterlina

A Esterlina é uma linha de espessura fina feita de algodão egípcio. Apesar de também ser usada para crochê, eu a considero ótima para bordados , exatamente por ser mais fininha.

Já usei muitos fios deste tipo há uns anos atrás. E tenho pensado em usar estes 3 novelos que ganhei nesta cor linda exatamente para isso: bordar. Para crochetar, eu prefiro linhas mais grossas. Mas, ainda não decidi. Está em aberto.



Cisne Hobby

Fios Linhas Crochê Tricô Coats Corrente Cisne Hobby

O Cisne Hobby é uma  também de espessura fina. E sua composição é 100% acrílico. O que eu acho interessante neste fio é exatamente o fato dele não ser tão grosso como a maioria das lãs. Isso o torna mais versátil na minha opinião. Dá para fazer peças com cara de inverno, porém, mais levinhas.

Não sei vocês, mas, quando eu olho para qualquer , eu sempre penso em tricô, nunca em crochê, rs. Sei lá, esta textura da lã sempre me remete a tricô.

Eu sei pouquíssimo de tricô, basicamente, só o ponto meia. Nunca insisti muito nesta técnica porque acho que ela não rende, o trabalho demora muito a crescer. Sempre preferi o crochê, minha paixão.

Mas, vou aproveitar o presente da Coats para voltar a tentar o tricô. Um gorro beanie de tricô neste Cisne bege ficaria lindo... Estou amadurecendo a ideia...



Cisne Splash

Fios Linhas Crochê Tricô Coats Corrente Cisne Splash

Este fio eu acho o máximo! Criado especialmente para confeccionar peças de moda praia, o Cisne Splash é 100% poliamida, absorve menos água que os fios comuns e, de quebra, tem elasticidade. ❤

Quero muito fazer um biquíni ou maiô com ele. Talvez eu compre mais cores para fazer uma peça bem multicolor. Vai ficar lindo! Pena que o verão tá acabando... 



Cisne MultiArte

Fios Linhas Crochê Tricô Coats Corrente Cisne MultiArte

Por último, eu ganhei 2 novelos do Cisne MultiArte, que é um barbante de espessura grossa e muito usado para confeccionar tapetes e outras peças de decoração. Mas também dá para fazer roupas com ele, como casacos e saias, por exemplo. Eu adorei este rosa mescla, mas ainda não decidi qual peça irei confeccionar com o meu MultiArte. Vocês têm alguma sugestão?



Sacola personalizada + Fita Métrica


Sacola Brinde Promocional Fita métrica Coats Corrente

Ah, e claro que eu não podia deixar de falar da bolsa onde vieram todos esses fios maravilhosos! Eu adorei a bag personalizada da Coats, me lembrou os tempos de fábrica em que eu costumava ganhar váaarios brindes de fornecedores de tecido. Época boa... Com certeza a usarei muito para fazer compras e carregar coisas diversas do dia a dia. Será mais uma ecobag

Ganhei também esta fita métrica. Eu já tinha a minha, claro. Mas, fita métrica nunca é demais! Taí um item sempre necessário na vida de uma estilista-artesã-costureira.

E as revistas têm receitas ótimas de peças em tricô com passo-a-passo. Ou seja, não tenho mais desculpas para retomar o tricô na minha vida! Agora vai! rs

Bom, gente, estes foram os presentinhos que ganhei da Coats Corrente. Aqui, eu deixo, mais uma vez, o meu muito obrigada à empresa, que sempre foi super cordial e generosa comigo!

Gostaria também de esclarecer que este NÃO é um post pago. Eu decidi escrevê-lo de livre e espontânea vontade como forma de agradecimento à Coats pelo presente recebido que, inclusive, a empresa me enviou sem nenhuma intenção de divulgação posterior.

Espero que vocês tenham gostado. Até a próxima!

sábado, 10 de março de 2018

,
Shampoo sem sulfato Less Poo Yamasterol Resenha

Eu estava um pouco receosa em fazer esta resenha aqui no blog, pois gosto de trazer sempre experiências positivas para dividir com vocês. Mas, pensei bem e vi que a gente não pode se sentir obrigada a sempre falar bem dos produtos que compra e experimenta. E, se eu comprei um produto e a experiência de uso não foi boa, eu preciso ser sincera, não é mesmo?!

Há algum tempo atrás, eu li a resenha que o Cacheia!, blog que eu adoro e sigo há anos, fez deste shampoo sem sulfato da Yamasterol e me animei a comprá-lo. Apesar de eu preferir shampoos com maior poder de limpeza devido ao meu couro cabeludo oleoso, estou sempre em busca de produtos que embaracem menos o meu cabelo e tornem a lavagem um processo menos demorado.

E eu sempre vi os produtos Yamá serem super elogiados pelas crespas por serem baratinhos, acessíveis e de ótima qualidade. Mas, eu não costumo dar sorte com eles não. O famoso creme multifuncional amarelinho deles, que 9 entre 10 crespas amam, comigo foi um fiasco. Cabelo travando na hora de desembaraçar e áspero após a finalização

Shampoo sem sulfato Less Poo Yamasterol Resenha
Na mão, o shampoo parece até água. Ele é transparente, bem ralinho e tem um cheirinho bom,
refrescante.


Porém, com este shampoo suave lançado pela marca, pensei que a história seria diferente. Imaginei que, no máximo, ele deixaria o meu cabelo pesadão por causa da minha raiz oleosa. Mas, a experiência foi bem pior do que isso. 

Eu o usei durante 2 meses no fim do ano passado e meu cabelo ficou mega ressecado! E eu só passei tanto tempo usando porque acreditava que o problema fosse outro, que fosse o creme de pentear ou algum dos cremes de tratamento que não estavam mais funcionando da mesma forma.

Culpei até o verão, achando que a estação estaria causando efeitos mais agressivos do que de costume aos meus fios. Tudo isso porque eu nunca ia imaginar que um shampoo sem sulfato, que se diz suave e que nem espuma faz estaria ressecando o meu cabelo que tem raiz oleosa!

Porém esta era a realidade e, foi só trocar de shampoo, que tudo voltou ao normal já na primeira lavagem. Graças a Deus!

Eu bem que tento gostar dos produtos Yamasterol como a imensa maioria das crespas, mas é difícil, viu... Joguei a toalha.

Como alternativa para não deixar o shampoo encostado aqui em casa ou ter que jogar fora, eu estou usando ele como sabonete líquido para lavar as mãos quando estou na rua. Nem todo banheiro que a gente vai em shopping ou bares tem sabonete, então, eu resolvi colocar um pouco dele neste potinho e levo sempre na bolsa para o caso de precisar.

Shampoo sem sulfato Less Poo Yamasterol Resenha
Minha alternativa para não jogar o shampoo fora:
usá-lo como sabonete líquido para as mãos.

Posso dizer que, como shampoo, o Less Poo Yamá é um ótimo sabonete líquido, rs.

Deixo aqui a composição do produto para quem quiser maiores informações:
Aqua, Sodium Lauroyl Methyl Isethionate, Cocamidopropyl Betaine, Decyl Glucoside, Glycerin, Polyquaternium-10, Parfum, Sodium Lauroyl Sarcosinate, Guar Hydroxypropyltrimonium Chloride, Hydroxyethylcellulose, Xylityl Sesquicaprylate, Citric Acid, PEG-120 Methyl Glucose Trioleate, Propylene Glycol, Disodium EDTA, PEG-90M, Anhydroxylitol, Linum Usitatissimum Seed Extract, Phenoxyethanol, Salvia Hispanica Seed Extract, DMDM Hydantoin, Imidazolidinyl Urea, Benzyl Alcohol, Caprylic Acid, Xylitol.

sábado, 24 de fevereiro de 2018

,
Quem acompanha o blog sabe que, quando eu gosto do figurino de alguma personagem de novela, eu sempre escrevo sobre ele aqui. E os looks que vêm me chamando a atenção ultimamente são os da Raquel, de O Outro Lado do Paraíso.

A Érika Januza é uma verdadeira diva negra! Ela tem uma beleza e simpatia únicos! É uma inspiração para todas nós mulheres negras! E, além de linda, a atriz vem usando cada look divo de crochê, dentro e fora da telinha, que eu não resisti e tive que vir para cá escrever um post sobre ela!


1° fase da novela

Croppeds de Crochê


Cropped Crochê Érika Januza Raquel O outro lado do paraíso
Fonte: gshow.globo.com

Na primeira fase de O Outro Lado do Paraíso, quando a personagem ainda era uma jovem humilde que trabalhava como doméstica, o seu figurino era marcado por peças básicas e combinações simples. E o grande destaque dos looks de Raquel neste momento da trama eram os croppeds de crochê. 😍 Nem gosto, rs.

Cropped Crochê Érika Januza Raquel O outro lado do paraíso
Fonte: fashionistasdeplantao.com


Confeccionados em tons terrosos, dentro da paleta de cores da personagem, os croppeds eram normalmente usados junto com saias amplas e estampadas, de comprimento curto ou mídi.

Cropped Crochê Érika Januza Raquel O outro lado do paraíso
Fonte: instagram.com


2° fase

Looks discretos e elegantes


Já na segunda fase da novela, após uma passagem de tempo de 10 anos, Raquel reaparece como juíza e o seu figurino passa por uma completa transformação para refletir esta virada na vida da personagem.

Fonte: gshow.globo.com


Érika, então, passa a usar em cena muitas peças de tecido plano com corte de alfaiataria. Entre elas, camisas fluidas, vestidos estruturados, blazeres e calças pantalona bem amplas. Eu também amo este estilo refinado e discreto da juíza. Acho super elegante e poderoso! ❤



Looks de Crochê da atriz


Agora, se na novela Érika Januza não tem mais usado crochê, na vida real, a atriz tem mostrado que é fã do estilo handmade e tem aparecido com um look mais lindo que o outro. Seja em editoriais de revistas, eventos ou outros programas de TV.


Body / maiô rosa


Body Maiô Crochê Érika Januza Raquel O outro lado do paraíso
Fonte: revistaquem.globo.com
Aqui, Érika aparece usando um lindo body de crochê em ensaio para a revista MENSCH.

Top Tomara-que-caia branco 


Cropped Crochê Érika Januza Raquel O outro lado do paraíso
Fonte: revistaquem.globo.com
Outro ensaio, desta vez para a Revista Quem, no qual Érika arrasou usando este cropped branco lindo! As demais peças que compõem o look também foram muito bem escolhidas. Ela parece uma deusa africana de tão linda!

Vestido Preto Midi



Vestido Preto Crochê Érika Januza Raquel O outro lado do paraíso
Fonte: www.altoastral.com.br
Vestido de crochê em comprimento midi que Érika elegeu para comparecer a um evento.

Vestido nude 


Vestido Nude Crochê Érika Januza Raquel O outro lado do paraíso
Fonte: gshow.globo.com
E, aqui, o look mais divo de todos! Este vestido nude de crochê que é simplesmente MA-RA-VI-LHO-SO!! A atriz escolheu a peça para fazer uma participação no programa Vídeo Show e a gravação foi ao ar esta semana.

Vestido Nude Crochê Érika Januza Raquel O outro lado do paraíso
Fonte: gshow.globo.com
Claro que já tem muita gente louca para saber qual a marca deste vestido lindo. Mas, infelizmente, eu também não sei. Se eu descobrir, venho contar para vocês. Fato é que a peça é muito bem feita e diferenciada.

Vestido Nude Crochê Érika Januza Raquel O outro lado do paraíso
Fonte: gshow.globo.com
Bom, gente, espero que vocês tenham gostado do post. A Érika é uma linda e tem muito bom gosto para se vestir, concordam? 

Se ela aparecer com mais algum look de crochê, eu trago para cá para atualizar o post para vocês.

E, se você gostou de algum dos modelos apresentados e quer ter um igual, entre em contato comigo através do e-mail abaixo para fazer a sua encomenda ou solicitar um orçamento:

contato@vestimentarte.com.br

Siga @vestimentarte