sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

Desodorante Caseiro de Leite de Magnésia:Minha experiência + Receita


No ano passado, eu fiz uma troca que eu queria realizar há muito tempo na minha rotina de cuidados pessoais: eu parei de usar desodorante. Sim, isso mesmo. Eu não uso mais desodorantes, mas quando digo isso, me refiro aos antitranspirantes convencionais.

Eu nunca gostei da ideia de usar diariamente um produto que impede que meu corpo faça algo que ele é programado para fazer, que é suar, transpirar. Impedir isso é algo antinatural e não pode fazer bem.

Além de, pessoalmente, eu sempre ter achado os desodorantes antitranspirantes uma violência contra o meu corpo, há também a questão dele possuir em sua composição componentes químicos prejudiciais à saúde. Dentre eles, o alumínio que, aplicado diretamente sobre a pele, entra na corrente sanguínea e vem sendo relacionado por diversas pesquisas pelo mundo ao aumento dos casos de câncer de mama.

Embora, até o momento, essas pesquisas não sejam conclusivas, eu acredito que as duas coisas tenham sim alguma relação. Pois, o número de casos de câncer de mama deu um salto significativo nos últimos 20 anos, mais ou menos, e só faz crescer a cada ano. Isso com certeza deve estar relacionado a algo presente na rotina moderna da maioria das mulheres, como o desodorante antitranspirante, que é aplicado nas axilas, bem ao lado dos seios, impedindo que as glândulas sudoríparas desta região façam o seu trabalho, que é transpirar.

E eu ponho a culpa nos antitranspirantes baseada na minha experiência pessoal também. Quando eu era mais nova, eu só usava desodorante roll on. Não gostava daqueles sprays que a gente tinha que apertar o frasco para aplicar e aquilo escorria axilas abaixo. Aerosol é coisa recente.

Então, eu usava roll on feliz da vida. Até que, após alguns anos de uso contínuo, eu passei a notar que, de tempos em tempos, surgiam alguns nódulos nas minhas axilas. Eles duravam alguns dias e depois sumiam. Mas, mesmo assim, isso me assustou.

Então, eu decidi parar de usar desodorante roll on. Nesta época, estavam surgindo os primeiros aerossóis e eu passei a usar estes e não tive mais nódulos. Porém, continuava sendo antitranspirante, o que não era o ideal. Por isso, já há um bom tempo, eu vinha reduzindo o meu uso de desodorante.

Como eu tenho trabalhado por conta própria nos últimos tempos, eu passo a maior parte dos dias em casa. E, depois que entrei nesta rotina, eu adquiri o hábito de não passar desodorante nos dias em que eu não fosse sair. Mas, claro, isso só era possível nos dias mais friozinhos, não em pleno verão carioca como estamos agora. Se não, o cecê batia forte.

Parar completamente de usar desodorante não é uma alternativa viável para quem mora num país tropical como o Brasil e muito menos para quem mora no Rio. Por isso, eu decidi procurar alguma alternativa natural. Foi aí que eu cheguei ao desodorante de leite de magnésia, sobre o qual, na verdade, eu já tinha ouvido falar, mas me faltava a disposição para testar, pois eu achava que seria complicado fazer.

Até que eu encontrei este post do blog Menos 1 Lixo onde a Fe Cortez contou a experiência dela com o desodorante de leite de magnésia ensinado pela Bela Gil. Acesse o vídeo completo da receita aqui. Depois disso, eu me animei e comprei um frasco pequeno de leite de magnésia para testar. Este pequeno da foto abaixo, o primeiro que eu usei.

O que precisa para fazer?

É super fácil fazer este desodorante. E também é muito econômico. Você só precisa de:

  • Leite de magnésia 
  • Água 
  • Óleo essencial (opcional) 
  • Um frasco com saída spray.


O meu frasco eu reutilizei de um óleo para cabelo que comprei há muito tempo atrás e guardei. Mas dá para encontrar facilmente em lojas de 1,99 ou no Empório das Essências aqui no Rio, por exemplo.

O leite de magnésia também é fácil de achar em qualquer drogaria. E o preço é bem acessível. No frasco pequeno, de 120 ml, eu paguei uns R$9 na época. E no grande, depois, uns R$15 numa drogaria aqui de Caxias. Você também pode comprar online no site da Droga Raia.


Como fazer


Eu costumo fazer com esta proporção: preencho um pouco mais da metade do frasco com o leite e depois completo com água, agito e está pronto. A Bela Gil faz com um pouco menos de água. Mas, para mim, tem funcionado bem assim. A axila não fica branca após a aplicação e também não tenho cecê.

Como a receita original sugere acrescentar algum óleo essencial para dar um cheirinho, na primeira vez, eu comprei o leite na versão hortelã, já que na drogaria em que eu fui não vendia essências. Mas o cheiro dele é praticamente imperceptível. Então, se só tiver esse na farmácia, pode comprar porque não incomoda.

Eu nunca liguei muito para cheiro em desodorante e, muitas vezes, comprava os que não tinham nenhum. Então, depois eu até dei uma passada no Mundo Verde para escolher alguma essência, mas não gostei de nenhuma. Agora, eu estou usando o leite do frasco grande, que é a versão clássica, sem cheiro, e estou gostando assim.


E funciona?

Sim, o desodorante funciona! Eu comecei a usar em março do ano passado, há quase um ano atrás. E, desde então, não quero outra coisa. Não tive nenhuma alergia, irritação, nada. E ele tem segurado bem o calor do Rio, não me deixa na mão nem nos dias mais escaldantes. Não tenho nada a reclamar do leite de magnésia. É só amor! Nunca mais eu volto a usar desodorante comum. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Obrigada pela visita!
Deixe a sua dúvida ou opinião que eu responderei o mais breve possível.
Selecione a opção NOTIFIQUE-ME para ser avisado assim que o seu comentário for respondido.