sexta-feira, 1 de março de 2019

Minha Coleção de Catálogos de Exposições de Arte

Coleção Catálogos Exposições Arte
Minha pequena coleção de catálogos de exposições.
Eu estou sempre comentando aqui no blog o quanto eu gosto de ir a exposições de arte e, inclusive, já fiz vários posts sobre algumas das mostras a que assisti. Mas uma coisa que eu ainda não tinha falado era sobre a minha coleção de catálogos de exposições. Sim, porque eu guardo todos. Por vários motivos.

Para ter de recordação, porque eu os acho bonitos, por causa das obras reproduzidas neles, pelas informações que constam nos folhetos... Mas, em nenhum momento houve a intenção deliberada de montar uma coleção. Eu os guardo porque eu gosto, porque as exposições passam a fazer parte da minha memória afetiva.

Só que, com este hábito adotado há muitos anos, foi inevitável que eu acabasse juntando uma certa quantidade deles. No total, são 47 catálogos de diversos museus e centros culturais do Rio. Na verdade, um é de Minas, o mapa do Inhotim, e 3 são de peças de teatro. Mas eu os guardo todos juntos.

Fiquei surpresa há alguns anos atrás ao descobrir que eu não sou a única a guardar catálogos. Muita gente parece ter este hábito também. Tanto que o CCBB aqui do Rio já fez bazar vendendo ou trocando seus catálogos antigos em ações solidárias. Além disso, o site deles tem uma página onde é possível acessar a versão digital deles (neste link). 

Coleção Catálogos Exposições Arte
Livretos da exposição sobre o Surrealismo, realizada pelo CCBB RJ em 2001.

O catálogo mais antigo que eu tenho é exatamente do CCBB. Trata-se destes dois livretos da mostra Surrealismo, realizada em 2001(!). Eu não fui à exposição, na época, ainda no ensino médio, eu ainda não havia desenvolvido o amor pelas galerias de arte. O meu irmão é que foi, através de um passeio da escola, do qual a minha turma não participou. Mas acabou que o catálogo ficou comigo, dando início assim à coleção.

Dentro do caderno grande, vieram reproduções de alguns quadros em tamanho A4, como este do Miró, que eu destaquei na foto.

Coleção Catálogos Exposições Arte
Catálogos das minhas exposições preferidas.

Dentre os catálogos que vim guardando ao longo do tempo, tem aqueles aos quais eu sou mais apegada, aqueles cujas exposições me marcaram de alguma forma. São estes desta terceira foto. Da esquerda pra direita:

1) Os Sertões, livreto da peça do Teatro Oficina que foi apresentada no antigo festival Rio Cena Contemporânea. Não lembro agora o ano em que eu assisti. Só sei que ainda estava na faculdade e trabalhando com figurino. A apresentação me marcou porque eu ainda era muito nova e foi a primeira vez que eu assisti um espetáculo em que todos os atores estavam nus.

2) Folheto da exposição sobre Basquiat que fui ver no fim do ano passado. Eu já tinha ouvido falar dele, mas não conhecia muito da obra nem a história de vida dele. E até agora estou sem entender como passei tanto tempo sem conhecer Basquiat! No dia, eu fiquei a tarde inteira no CCBB vendo todos os quadros, assistindo ao documentário sobre ele e, não sei exatamente porquê, mas fiquei profundamente tocada por tudo o que vi.

3) Caio Fernando Abreu. Eu simplesmente amei, amei a exposição que fui ver sobre ele no Sesc Copacabana em 2017 (eu acho). Gostei tanto que escrevi um post só sobre ela. Uma curadoria primorosa, tudo muito bem organizado e com muito material. Passei horas lá dentro vendo os vídeos, lendo os textos, os livros dele, ouvindo as cartas...Parece que eu passei um dia com ele.

4) Inhotim. Na verdade, este não é um livreto de exposição, e sim o mapa do museu. E eu guardarei eternamente como recordação deste lugar mágico que eu tive o prazer de conhecer em 2015. Escrevi um post sobre esta experiência também. Tá aqui ó.

Veja também:


  • Exposição Comciência de Patricia Piccinini: o que nos torna humanos?
  • Exposição A Casa Bordada no CRAB Sebrae RJ
  • Exposição Yes, nós temos biquíni no CCBB RJ

  • 5) Yves Saint Laurent
    . Eu adorei a exposição sobre a obra dele. Acho que foi a primeira relacionada a um ícone da Moda que eu fui ver.

    6) Frida Kahlo. A mostra não era somente sobre ela, mas tinha muita coisa sobre e foi a primeira vez em que eu vi os famosos trajes tehuanos da artista reproduzidos em tamanho real. Customizei uma camiseta inspirada neles e mostrei neste post.

    7) O Triunfo da Cor. Ah, os impressionistas... Acho que eu nunca fiquei tão embasbacada com uma exposição quanto fiquei nessa. Eu saí realmente impressionada com a qualidade das obras, as pinceladas, a luz que brotava de cada quadro... Maravilhosa!

    8) Erwin Wurn. Artista contemporâneo que eu não conhecia e que gostei muito. Obras muito criativas e provocadoras, que saem do lugar-comum. Escrevi sobre o que achei da exposição aqui.

    Estas foram as exposições Top 8 para mim, rs. Eu gostei de muitas outras também, claro. Mas, se eu for falar sobre cada uma, o post não acaba. Também gostaria de mostrar todos os catálogos, mas ficariam muitas fotos. Então, eu fico por aqui

    Espero que tenham gostado. Mas, agora me contem, alguém aí também coleciona catálogos de exposição? Quero saber. Deixe um comentário para mim.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Olá! Obrigada pela visita!
    Deixe a sua dúvida ou opinião que eu responderei o mais breve possível.
    Selecione a opção NOTIFIQUE-ME para ser avisado assim que o seu comentário for respondido.